Como acertar na gestão financeira de MPE

Micros e pequenas empresas (MPE) representam um grande desafio para os princípios da administração financeira. A compreensão das práticas de gestão dessas organizações ainda é precária. Assim, seguem comentários sobre principais objetivos da gestão financeira, os erros mais comuns cometidos pelos micros e pequenos empreendedores e qual seria a solução para evitá-los.

Objetivos da gestão financeira
•Controle dos recursos financeiros da empresa;
•Análise de empréstimos e financiamentos onerosos;
•Determinação da necessidade de capital de giro;
•Geração de indicadores que possibilitem ao empresário saber sobre a realidade econômico-financeira da sua empresa.

Grande parte das MPEs não utilizam ferramentas contábeis para efetuar o controle e planejamento de suas atividades. Sabemos que, normalmente, a atividade contábil da MPE é terceirizada.

Entretanto, é extremamente necessário que o empresário busque interagir com o contador a fim de utilizar os dados contábeis em seu planejamento financeiro. Ao que nos parece, o empresário tem compreensão errônea de que o contador é meramente uma obrigação legal e, por este motivo, não dá a devida importância aos números demonstrados no balanço patrimonial.

A inexistência de uma gestão financeira amparada em dados contábeis, evidenciados pelas demonstrações, provoca uma série de problemas de análise, planejamento e controle financeiro das atividades operacionais das empresas. Confira alguns:

Erros mais comuns
•Desconhecem se a empresa está tendo lucro ou prejuízos em suas atividades operacionais;
•Formação errônea do preço de venda;
•Desconhecem o volume e a origem dos recebimentos e o volume e destino dos pagamentos;
•Desconhecem o valor das despesas fixas da empresa;
•Não controlam a retirada do(s) proprietário(s), sendo este um dos principais motivos de dificuldades de caixa;
•Desconhecem o ciclo financeiro de suas operações, isto é, em quanto gira o seu estoque, qual o prazo médio de pagamento e recebimento, entre outros;
•Não possuem um sistema de informações gerenciais (Fluxo de Caixa, relatórios mensais, demonstrativo de resultados, controle de estoque, contas a pagar, a receber etc.)

Principais ‘sintomas’ do desequilíbrio
•Dependência constante de empréstimos;
•Utilização de taxas de juros superiores a rentabilidade;
•Mudança constante de fornecedores;
•Alteração constante do foco empresarial

Causas
•Aumento do prazo de vendas, visando melhoria da competitividade;
•Volumes de compras inadequados – estoques elevados;
•Inadequação dos prazos de venda, recebimento e pagamento;
•Crescimento sem planejamento de fontes de recursos

Como evitar os erros?

Medidas a serem tomadas:
•Implementação de controles financeiros;
•Registro dos eventos ocorridos no dia a dia;
•Manutenção dos registros atualizados;
•Implementação de controles financeiros;
•Registro dos eventos ocorridos no dia a dia;
•Manutenção dos registros atualizados.

Principais Controles Administrativo-Financeiros
•Controle de Caixa;
•Controle de Vendas;
•Contas a Pagar;
•Contas a Receber;
•Controle de Despesas;
•Controle de Estoques.

Resultados
•Controles dos recursos financeiros;
•Capacidade de tomar melhores decisões;
•Gestão financeira saudável.

Fica evidente que é necessário disseminar a cultura da gestão financeira associada às técnicas de contabilidade para os pequenos negócios.

Por José Edson Monteiro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: